Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de março de 2015

EDUCAÇÃO CRISTÃ FAMILIAR: ASPECTOS, INFLUÊNCIA E IMPACTOS NO CONTEXTO FINANCEIRO SOCIAL.

O objeto específico deste post é a educação cristã no interior das famílias voltadas para a administração das finanças pessoais, os impactos sociais, as influências e as contribuições no contexto financeiro.  “As condições da sociedade não são senão um reflexo das condições dos lares em nosso país.(...) as alterações que ocorrem em nossos lares serão espelhadas numa sociedade em transformação.” ( White, Ellen G., 1983 pág. 7)
A educação religiosa no interior das famílias emerge para o espaço público social, e desta forma, seus aspectos integram o comportamento geral da sociedade brasileira.
Propõe-se então, a discorrer sobre os valores incutidos por essa educação, intrínsecas no meio familiar, sobretudo o modelo de doutrina acerca da administração financeira dos recursos pessoais, traçando assim suas influências e seus reflexos sociológicos. Apesar de o Brasil apresentar uma ampla diversidade religiosa, este texto vai se restringir ao método de educação cristã, voltada para o Protestantismo.
Além de conceitos de justiça, paz, reconciliação, obediência, fidelidade, solidariedade, tolerância, amor e esperança que, indiscutivelmente, ao serem introduzidos nas sociedades produzem impactos positivos; o meio cristã introduz estudos específicos acerca de como lidar racionalmente com o dinheiro.
Neste contexto considera-se importante os levantamentos destes dados a uma análise crítica acerca dos movimentos da instrução religiosa sobre finanças domésticas, economia e integridade nos negócios realizados no interior da família.
Todos os dias surgem novos padrões comportamentais frente a movimentação das doutrinas evangélicas, por exemplo, o movimento sobre a Teologia da prosperidade, o que sem dúvida afeta a esfera social, exercendo sobre esta uma sutil transformação, o que vem influenciar e contribuir com o fortalecimento da economia brasileira.

O foco deste post está na intercessão entre educação cristã acerca de finanças e transformações sociais no cenário econômico, entendendo assim que o conhecimento religioso, sua produção, reprodução, transformação e transmissão oriunda do seio familiar eclodi na sociedade através do fenômeno da socialização, “a família não só interioriza aspectos ideológicos dominantes na sociedade, como projeta, ainda, em outros grupos os modelos de relação criados e recriados dentro do próprio grupo.” (Carvalho, 2000). Assim o é a educação cristã, da igreja para o lar, do lar para a sociedade, exercendo um forte impacto nas mudanças do ambiente social. Daí a importância do ensino baseado na Bíblia sobre como lidar racionalmente com suas finanças, é preciso entender que quem gasta mais do que ganha transgride o 10º mandamento.
JESUS E OS DEZ MANDAMENTOS 

1. O primeiro mandamento diz:
"não terá outros deuses diante de mim." Êxodo 20:3
O que Jesus disse: "Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás." Mateus 4:10

2. O segundo mandamento diz:
"Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra." - Êxodo 20:4
O que Jesus disse:
"Ninguém pode servir a dois senhores" - Lucas 16:13

3. O terceiro mandamento diz: "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;" - Êxodo 20:7
O que Jesus disse:
"de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus;" - Mateus 5:34

4. O quarto mandamento diz:
"Lembra-te do dia do sábado, para o santificar." - Êxodo 20:8-10
O que Jesus disse:
"O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Pelo que o Filho do homem até do sábado é Senhor." - Marcos 2:27-28

5. O quinto mandamento diz:
"Honra a teu pai e a tua mãe" - Êxodo 20:12 
O que Jesus disse: 
"Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim" - Mateus 10:37

6. O sexto mandamento diz:
"Não matarás" - Êxodo 20:13
O que Jesus disse:
"aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo" - Mateus 5:22

7. O sétimo mandamento diz:
"Não adulterarás" - Êxodo 20:14
O que Jesus disse:
"aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." - Mateus 5:28

8. O oitavo mandamento diz:
"Não roubarás" - Êxodo 20:15
O que Jesus disse:
"e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;" - Mateus 5:40

9. O nono mandamento diz:
"Não dirás falso testemunho contra o teu próximo" - Êxodo 20:16
O que Jesus disse:
"Digo-vos, pois, que de toda palavra fútil que os homens disserem, hão de dar conta no dia do juízo." - Mateus 12:36

10. O décimo mandamento diz:
"Não cobiçarás..." - Êxodo 20:17
O que Jesus disse:
"Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui." - Lucas 12:15. 

quinta-feira, 5 de março de 2015

O AMOR DE UMA FAMÍLIA UNIDA FUNDAMENTADA POR DEUS

Postamos fotos lindas, chiques, em festas, em comemorações, mas nem sempre testificamos os livramentos que Deus nos dá, sustenta na palma de suas mãos as nossas vidas.
A verdade é que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável em qualquer situação; Paulo disse em Filipenses 4.11:  "Não estou dizendo isso porque esteja necessitado, pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade." Tudo posso naquele que me fortalece.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

EU ME APAIXONEI...

Eu me apaixonei, por um alguém cheio de primaveras no olhar...
Por alguém que enfeitava meu caminho com ladrilhos de brilhante imaginários...
Por alguém que olhava e não via defeitos sabia me encantar...
Alguém que me escrevia poemas de amor e que mudava do mundo o duro cenário...
Se os meus olhos brilhavam, eram reflexos dos teus...
Hoje meu olhar se perde na busca incessante de você, só encontro aquele alguém que eu me apaixonei no espelho da minha vida; aquele alguém ficou fazendo parte da minha sombra, ficou na escuridão como uma imagem enevoada, semblante de sonho perdido no éter dos espaços, sim, fostes um pouco, a consciência dos sonhos do meu espírito...
Oh como eu gostaria de voar no passado, encantada pelo teu sorriso... De um lado a outro só vejo paisagens na penumbra, secou a fonte de poesias do menino que você foi cheio de primaveras no olhar...
Contemplei eternidades perdidas nos encantos do teu olhar de labirintos...
Já não encontro mais trilhas perdidas no teu olhar que te fez sumir no medo que a vida te ensinou...
Alucinei-me de tua presença em meus dias ensolarados...
E sonhei com esse alguém nos meus dias de primavera...
Agora resta apenas o outono cinzento nos meus dias nublados...
Quem me dera ter a sorte de encontrar novamente em você aquele olhar de primavera, que despertava em meu corpo o ardente fogo de todos os meus verões perdidos; só assim meus olhos teriam brilho, pois voltariam a refletir o brilho dos teus...

Eu me apaixonei por alguém cheio de primaveras no olhar; e essa paixão ainda não passou só o que eu não encontro é aquele alguém com olhar de primaveras...
Escrevi este poema para meu marido em 2002. Tudo naquela época parecia estar de cabeça para baixo, não nos entendíamos e também não conseguíamos nos ouvir, chegou uma hora em que disse: “...tenho que escrever como estou me sentindo para que ele saiba que eu o amo, e que podemos deixar alguns sonhos encostados à um canto da casa e nos darmos um pouco mais de atenção”;  as vezes Satanás nos engana e nos tapa a visão com nossos próprios sonhos e não conseguimos enxergar mais nada em nossa frente a não ser a vontade de realizar nossos sonhos, ufa!
Queríamos um ao outro, hoje nos temos, mas não nos percebemos...
Eu não quero mais querer, eu só quero viver o que eu pedi. Eu pedi você, eu pedi um quarto, eu pedi uma família, e o que eu pedi foi tudo o que você também pediu, pois nós pedimos juntos; Deus foi bom com a gente nos deu tudo o que pedimos, e o que nós demos em troca? Desentendimento?
Pense nisso!, fixem as vossas vista nas escrituras e meditem nos versículos em que nos é dito contra as ansiedades da vida:

Mateus 6.25, 28

“25 Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?
28 E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;
... Lucas 12.26
26 Porquanto, se não podeis fazer nem as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?”

 Todo casamento passa por momentos difíceis, mas não é por isso que devemos desistir, a família começa a ser desfeita a partir de um matrimônio desfeito, insista em seu casamento, não deixe que a união que o Senhor realizou, seja destruída por emoções de momento.
Relendo hoje pude contemplar na prática o que está descrito neste tópico, passamos novamente por uma crise semelhante, porém com a conversão se dando diariamente em nossas vidas conseguimos aplicar a vontade de Deus em nosso relacionamento e superamos no mesmo dia o que havia acontecido, para a honra e glória do Senhor Jesus.
Se através do diálogo tá difícil, escreva uma carta pro seu cônjuge, com palavras brandas e reforce o amor que sente por ele.

Este trecho pertence ao livro Um novo foco, uma nova visão de Luciane Cordeiro dos Santos, lançamento em breve.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

PEDRAS VIVAS

"vós também, quais pedras vivas, sois edificados  como  casa
espiritual  para  serdes  sacerdócio  santo,  a    fim    de
oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a  Deus  por
Jesus Cristo" (1 Pedro 2:5).

Poderíamos imaginar as paredes de nosso templo com falta  de
tijolos? Além da aparência  desagradável,  ainda  haveria  o
problema de fraqueza para o resto da estrutura. Se  a  nossa
construção estivesse incompleta, sem  todos  os  tijolos  na
parede,  certamente  nos  esforçaríamos  para  corrigir    a
situação com a maior brevidade possível.

Simão Pedro nos diz que  a  casa  espiritual  do  Senhor  (a
igreja), é composta  de  "pedras  vivas."  Nós  somos  estas
pedras! Contudo, é comum observarmos que muitas pedras estão
faltando  na  assembléia  de  adoração.  Muitos  claros  são
percebidos e o resultado disso é  uma  estrutura  espiritual
débil e sem muita beleza e atrativo.

Não são apenas os tijolos que são indispensáveis às  paredes
de  nossas  igrejas.  Cada  pedra  viva   é    absolutamente
necessária  para  o  fortalecimento  da  estrutura  da  casa
espiritual. O coração do Senhor se entristece  quando  algum
membro concluem que "é apenas um e que ninguém  sentirá  sua
falta."

O ensino do apóstolo Paulo em Gálatas é que "cada um  levará
o seu próprio fardo." Por isso, Nossa oração diária  deveria
ser: "Senhor, ajude-me a estar sempre no meu lugar,  levando
minha parte da carga."

Que tipo de pedra é você? Do tipo que pergunta  como  foi  o
culto, ou do tipo que afirma: "O culto foi uma bênção?"

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Autor dos livros: Despertando Para Missões, Mensagens Para o
Coração  e  Um  Raio   de    Sol    Para    Dias    Sombrios
O TEXTO ACIMA NOS AFIRMA QUE SOMOS PEDRAS VIVAS, SIM SOMOS NÓS QUE COMPOMOS A IGREJA DENTRO DOS TEMPLOS, MAS CADA UM SABE DE SI; A BÍBLIA NOS ADVERTE A NÃO DEIXARMOS DE CONGREGAR, MAS ISSO NÃO NOS IMPÕE UMA ROTINA INFLEXÍVEL; TEMOS QUE DAR NOSSO MELHOR PRA DEUS, ENTÃO SE VOCÊ NÃO TEM CONDIÇÕES FÍSICAS E SE ENCONTRA DEBILITADO, PRO SEU BEM SIGA AS RECOMENDAÇÕES MÉDICAS. FAÇA SEU DEVOCIONAL E SUAS ORAÇÕES, POIS ONDE QUER QUE ESTEJAIS O SENHOR O OUVIRÁ. DEUS É ONIPRESENTE!!!! 

domingo, 8 de fevereiro de 2015

AMIZADE

Há algo sobre a amizade que eu preciso lhe contar; “amigo”, Esta palavra pode ser usada para quem é verdadeiramente servo de Deus porém aqueles que não o são, não se pode confiar, nem sequer considerá-los amigos, porque o mundo jaz no maligno, e hoje as pessoas que não conhecem a Deus cultivam suas amizades apenas por interesses.
Se você não tem um cargo bom, uma boa conta bancária, verás que seus amigos são escassos ou inexiste, e você que tem tudo isso, quando perderes seus privilégios se verá abandonado pelos que pensa serem seus amigos, acreditem-me isso já me aconteceu .
Mas aquele que segue a Jesus, não espera nas amizades dos Homens antes, esperam em Deus, contam com Deus, porque só Ele pode lhes dar o galardão no final de sua estadia neste mundo, o salmista Davi já escreveu e podemos constatar em SALMOS 62.1-8, sua devoção e confiança no Senhor:
"Somente em Deus espera silenciosa a minha alma; dele vem a minha salvação. Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é ele a minha fortaleza; não serei grandemente abalado.
Até quando acometereis um homem, todos vós, para o derrubardes, como a um muro pendido, uma cerca prestes a cair?
Eles somente consultam como derrubá-lo da sua alta posição; deleitam-se em mentiras; com a boca bendizem, mas no íntimo maldizem.
Ó minha alma, espera silenciosa somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.
Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha fortaleza; não serei abalado.
Em Deus está a minha salvação e a minha glória; Deus é o meu forte rochedo e o meu refúgio.
Confiai nele, ó povo, em todo o tempo; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio."

As tuas lágrimas são limpeza d’alma perante o Senhor nosso Deus, por isso os que “choram aos pés da Cruz e clamam pelo nome de Jesus, receberão de Deus, misericórdia, graça e luz”; este te livrará das mãos de teus inimigos, e confortará o seu coração quando um amigo te der as costas, pois tudo e todos podem se voltar contra você, porém o seu Pai que está no céu, jamais se afastará de ti, Ele está sempre de braços abertos, e ouvidos atentos para escutar as suas suplicas!
Só quem pode te afastar de Deus é você mesmo, por isso ao amanhecer ore ao Senhor, convide-o para passar o dia contigo, antes de responder os e-mais dos amigos, passe primeiro um e-mail para o Senhor!
O seu maior amigo está te esperando, te vigia dia e noite, te protege e muitas vezes tu não o sabes, porém Ele permanece fiel, é o único que guarda os seus segredos, e não te coloca na balança, e nem pesa o valor da sua amizade em moedas, e não te avalia segundo sua posição social, Ele será seu amigo sempre, na alegria e na adversidade, na riqueza e na pobreza, e nem a morte vos separará!
No livro de JOÃO, cap. 15 vers.11-17, Jesus nos fala do seu amor e nos dá o exemplo a ser seguido:

“Estas coisas vos tenho dito, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.
O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.
Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer.
Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.
Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.”

O amor é a melhor forma de lidarmos com situações de injustiça, se escolhermos amarmos, com certeza o perdão brotará instantaneamente, porque aquele que está “verdadeiramente” em Cristo abriga dentro de si o Espirito Santo de Deus, e o amor, o perdão, a justiça  são frutos incontestáveis do Espirito.(PALAVRAS DE DEUS PARA MOMENTOS DIFÍCEIS:Um novo foco, uma nova visão. AUTORA: Luciane Cordeiro, escrito em 2006, arquivo eletrônico 38 páginas)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

FUGINDO

Pois não saireis apressadamente, nem ireis em fuga; porque o Senhor irá diante de vós, e o Deus de Israel será a vossa retaguarda. Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime. (Isaías 52.12-13).
Estas palavras foram ditas há milênios pelo Senhor a seu povo, quando da restauração e salvação de Israel, e ainda hoje tem sido providencial e proveitosa a seu povo, um versículo antes, o Senhor manda que eles se retirem de Babilônia, que se purifiquem e não toquem em coisas imundas, principalmente aqueles que levavam os vasos do Senhor.
Veja bem, o Senhor não manda que se apressem ou que saiam em fuga, pois estava com eles, e atravessava novamente um deserto de provações juntamente com o seu povo, não devemos fugir de problemas e de decisões, tentemos não nos desesperarmos, e, sobretudo não esquecermos que o Senhor é conosco.
Temos que jogar no lixo o que for imundo, o que for impuro, como magoa, ressentimento, medo, insegurança, raiva, amargura, inveja, desprezo, incredulidade...   
Muitas vezes diante dos problemas, começamos a fraquejar e a procurar embasamento bíblico para fugirmos de enfrentarmos a situação, não queremos sair da nossa posição de conforto.
Então dizemos a nós mesmos, “porque está escrito”Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas...”( Mateus 11.29), se o próprio Jesus me disse para descansar porque devo eu Lutar? Hei de ficar sentado e esperar no Senhor, com certeza Ele resolverá tudo para mim.
Aa! Meu Irmão! Não é bem assim não! O descanso do qual nos fala a palavra de Deus é no sentido de crê que se lutarmos a vitória será nossa - com certeza - dê uma lida atentamente no versículo de Isaias 52.12; Viu!? Nenhuma fuga há de resolver o seu problema, seja qual for a situação, se você não a enfrentar, certamente quando olhares novamente o problema poderá até ter aumentado, não busque fugas para seus problemas na palavra de Deus, busque força e amparo e certamente acharás!
O Senhor nosso Deus estará diante de vós e guardara a sua retaguarda, porá ao seu lado anjos com espadas desembainhadas dê uma olhada em Salmos 34.7-8 “O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia”, fugir jamais resolveu problema algum.
Lembro-me que quando meu pai faleceu há 14 anos, meu primeiro casamento acabou definitivamente meses depois, então fiquei só com meu filho de três anos, desempregada, sem ter muito o quê comer dentro de casa, meu ex-marido se recusava a dar pensão alimentícia, uma hora a comida acabaria...
Chorei bastante quando só sobrou um pão de 50 gramas, nem eu, nem meu filho queria comer, para deixar um para o outro... Percebi que ficar chorando não iria resolver o meu problema, eu tinha que me alimentar e tinha que alimentar o meu filho, achei força na oração que fiz...
Sentada no chão da sala em prantos, dizia a Deus que não poderia agüentar aquela situação, que me livrasse da minha aflição, pedia até a morte para Deus e quando cheguei a este ponto Ele me fez lembra de quando havia me livrado da morte...
Eu estava procurando fuga baseada no Salmo 91.11 “Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos”, mas Ele acabou me dando forças, no dia seguinte pedi algum dinheiro emprestado a uns conhecidos, arrumei um isopor comprei ingredientes e fiz salgadinhos para vender, sai andando com o isopor pendurado de um lado e o meu filho do outro. Vendi tudo. Sabe por que? Porque o Senhor me guardou, me deu fé e esperança e não me deixou fugir, me fez enfrentar a situação, lutar, e então, alcançar a vitória! Se eu esperasse que um anjo batesse à minha porta com tudo quanto eu precisava em suas mãos talvez não estivesse aqui hoje.
“O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.”(Salmos 23.1) “desde que me disponha, e esteja fazendo a minha parte” nunca mais faltou o que comer para meu filho e nem para mim, Deus tem me dado provisão até o dia de hoje, mas também tenho procurado fazer a minha parte.
Nos momentos mais difíceis de minha vida não obtive ajuda de nenhuma congregação, nenhuma igreja, nem um irmão de fé, foram os estrangeiros na fé que me ajudaram, mas creio que tudo isto foi providencia divina, para estar onde estou hoje, com quem estou e para que estou...
Talvez se algum serviço social de alguma igreja tivesse me ajudado com cesta básica, poderia ter me acomodado, e descansado, pensando estar sendo amparada por Deus, mas os planos de Deus são muito mais alto do que os nossos, Ele me queria aqui, Ele queria que você soubesse que não passa por seus problemas sozinho, Ele está contigo!Creia!
Lá em Isaias 41.10 nos diz “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”.
Procure o discernimento do Espírito Santo de Deus, e entenderá cada Palavra do Senhor como Ele quer que a entenda, não use de vã interpretação, a nossa sabedoria sem o discernimento do Espírito de nada nos valem, procure saber o que Deus espera de você, pergunte a Ele, certamente te responderá, deixe que Ele guie seus pensamentos, seus gestos e suas ações.   
“Assim de nada valerá a fuga ao ágil, nem o forte corroborará a sua força, nem o valente salvará a sua vida.”(Amós 2.14).
Muitas vezes nós não entendemos o “não” de Deus, nos aborrecemos, nos angustiamos, nos entristecemos, e até nos desviamos do caminho que Ele traçou para nós.
Não fuja dos caminhos do Senhor, tampouco pense em usar a Palavra de Deus a favor das coisas erradas que você faz e ainda pensa em fazer, mesmo contra a vontade de Deus, ouça o NÃO que o Senhor tem BERRADO nos teus ouvidos e que você insiste em não ouvir Medite nesta palavra “Ainda que fuja das armas de ferro, o arco de bronze o atravessará”(Jó 20.24), no final deste capitulo do livro de Jó Deus ainda adverte Esta, da parte de Deus, é a porção do ímpio; esta é a herança que Deus lhe reserva.
 Às vezes evitamos tomar uma decisão e ficamos encima do murro, com medo de sermos testados nas nossas decisões, isto, porque sabemos que muito embora cada um seja responsável pelo que faz com sua vida: pessoal, material, espiritual, sentimental e mental, toda decisão que tomarmos envolverá no mínimo quatro pessoas, quem são essas pessoas?
Primeiro você mesmo, depois o Espírito Santo de Deus, Jesus Cristo e por fim o próprio Deus.
Basta um desvio do caminho certo para anularmos o sacrifício de Jesus em nossas vidas, além dessas pessoas que são as que realmente contam, temos a tendência de esperarmos a aprovação dos nossos semelhantes, o quê pode vir a não acontecer, e após pensarmos nisso parece-nos bem cômodo continuar em cima do muro! Mas acredite essa não é a verdade, não existe comodidade nesta situação, apenas dependência. Será que estamos preparados para colhermos aquilo que estamos semeando? Não podemos fugir para sempre, uma hora você vai ter que resolver todas as situações pendentes e tudo de uma vez, o que pode vir a ser muito mais difícil. Por isso meu irmão Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado. (Salmos 55.22)
Ouça a voz do Senhor Jesus que diz: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve. (Mateus 11: 28-30)
Não temas o Senhor está contigo ainda que você tape o seu ouvido e feche os seus olhos para Ele, ainda assim Ele estará te chamando pelo nome e continuará zelando por você, pois é o Guarda de Israel, que não dorme e nem tosqueneja.
Tome a decisão de aceitar este Deus agora, enquanto se pode buscá-lo, Ele te aceita da forma que você esta, vinde como estais”, chega de fugir, saia de cima deste muro, saia do lugar que te prejudica a visão, o muro em que você esta se apoiando é frágil, e a qualquer momento pode ruir, mas Deus é perpetuo, é uma Rocha inabalável, alicerce-se nesta Rocha e estarás seguro.
“Por que, pois, se desvia este povo de Jerusalém com uma apostasia contínua? Ele retém o engano, recusa-se a voltar” (Jeremias 8.5); fé não dá para usar quando se precisa, é preciso realmente tê-la, a “fé” não é um talismã, mas uma prova de que você crê em Deus.
Lá em Jeremias quando Deus ordenou-lhe que O proclamasse ao povo através de suas instruções, Ele advertiu através de uma indagação sobre a apostasia do povo, e observou a tendência do povo reter enganos e se recusar a voltar para o caminho de Deus.
  Quando estamos fugindo da verdade, corremos um grande risco de mergulharmos em enganos – “A tua habitação está no meio do engano; pelo engano recusam-se me conhecer, diz o Senhor.” (Jeremias 9.6 (2)) - de colecionarmos fantasias e vivermos na mentira. E a própria Bíblia nos diz que o pai da mentira é o Diabo. Mas através da verdade você pode se libertar.
A fuga também nos leva a experimentarmos sentimento de grandeza, muitas vezes esta ilusão de poder, faz com que a pessoa entre em dividas, para sustentar uma aparência de mentira, ela precisa manter a imagem de prestigio que ela pensa ter, puro engano, pura fuga da realidade, uma mentira sempre vai levar a outra, até que o ciclo seja rompido com o cultivo da verdade, mesmo que isso signifique cortar na própria carne.
Certa vez, li em algum lugar, não me lembro no momento, onde, mas a frase nunca saiu da minha cabeça... “Meteoros sobem rapidamente e conseguem muita atenção, mas geralmente permanecem por apenas um pequeno período de tempo, porque caem tão rápido quanto subiram”.
Talvez você possa dizer, “mas Deus quer o MELHOR para os teus filhos!” Você sabe qual é o melhor de Deus? Ou você está fugindo por uma via de vaidade rumo a sua própria GLÒRIA? Cuidado para não se por como um meteoro. E o que é pior, é que muitas vezes pensamos estar fundamentado na Palavra de Deus, e fugimos totalmente do sentido original da Palavra.  Todo lugar que pisar a planta do vosso pé será vosso;” (Dt 11.24,a).Como você toma essa promessa em sua vida? Como uma conseqüência da obediência a Deus, ou como uma fuga, para desejos desenfreados de possuir, e de ter mais do que o seu irmão? “Terei aquela casa, terei aquele carro, é uma promessa de Deus”, será?
Pense em como você tem encarado a Palavra de Deus, Ela tem te libertado, ou você a tem distorcido e acumulado responsabilidades sobre seus ombros sobrecarregando seu coração, com muitas coisas, muitos desejos, se você está sobrecarregando seu coração, comece a ouvir o que Deus quer te falar, preste atenção “Este é o fim do discurso; tudo já foi ouvido: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é todo o dever do homem (Ecl 12.13)”. E ainda, observe o que diz Eclesiastes 5.15 “Como saiu do ventre de sua mãe, assim também se irá, nu como veio; e nada tomará do seu trabalho, que possa levar na mão”.
Então meu irmão, não se deixe enganar pelo seu próprio entendimento, o entendimento humano sem o discernimento do Espírito Santo de Deus, e só engano.
Veja o que diz esse versículo “Pela sua sutileza fará prosperar o engano na sua mão; no seu coração se engrandecerá, e destruirá a muitos que vivem em segurança; e se levantará contra o príncipe dos príncipes; mas será quebrado sem intervir mão de homem”. (Daniel 8.25); talvez você diga, mas esta palavra foi lá naquele tempo não serve para os dias de hoje, engano seu meu irmão, ainda hoje se encaixa na vida de muitas pessoas inclusive daqueles que pensam serem Cristãos.
Se você se encontra numa posição de engano, de fuga da realidade pense neste versículo“ó filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perverter os caminhos retos do Senhor?” (Atos 13.10); não se coloque mais nesta posição de filho de Satanás, ele quer roubar a sua salvação e anular o sacrifício que Jesus fez por você naquela Cruz, o sofrimento Dele meu irmão, foi em seu favor...
Tome coragem e declare Jesus como Senhor e Salvador da sua vida, saia de cima do muro, abandone a velha roupagem e se revista do Poder de Deus, “a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;” Efésios 4.22 , pare de fugir! “Antes vos exortai uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;” (Hebreus 3.13).
Depois de assumir uma posição de coragem diante de Deus, de deixar que os problemas não te amedrontem mais, lembre-se de regar a sua fé dia-a-dia, e permanecer firme para que Satanás não vos engane novamente.“Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que pelo engano dos homens perversos sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza; (II Pedro 3.17)”
Talvez ainda haja uma rede em seus olhos que te impede de enxergar claramente a verdade, tudo ainda te parece com pontinhos negros como de uma imagem borrada por “cocô de mosquito”, mas pare, pense, e se pergunte, qual é a verdade que eu me recuso a enxergar? Qual a rede que eu não quero deixar cair dos meus olhos?
Nosso maior inimigo é nosso “ego”, você pode dizer “não” ás visões ilusórias que passam por sua mente, e que te fazem distorcer a realidade, fazendo com que você se omita e fuja da verdade, lembre-se que a verdade liberta.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

FUGA, ESCONDERIJO OU LIBERTAÇÃO?

Introdução: O propósito deste livro é tentar descobrir como estamos utilizando a palavra de Deus, se Ela cumpre em nossas vidas o propósito que Jesus esperava, ou se a usamos para fins diversos do que Ele deixou. Muitas vezes atravessamos situações em nossas vidas, em que tudo o que nós queremos é nos esconder ou fugir. Mas há uma outra opção: Libertação. E aí? Tanto para fuga como para Libertação, a palavra de Deus poderá ser usada, depende do anglo em que você a usará em sua vida. Se você, assim como eu, passou por momentos em sua vida em que usou a palavra de Deus como fuga, como uma válvula de escape, para não assumir responsabilidades diante de situações desesperadoras, dizendo – “descansai no Senhor”, como se o que estivesse escrito fosse: “Fique parado que Deus resolverá tudo sozinho por você!”, vamos analisar juntos o que o Espírito de Deus tem me revelado a respeito de nossa covardia. O Senhor revelará, tanto a mim quanto a você, onde temos errado, e porque a situação na maioria das vezes faz é piorar. Temos usado a Palavra de Deus como justificativa pela nossa covardia, temos usado a Palavra como esconderijo para fugirmos de situações onde devemos tomar uma decisão e esquecido de usarmos a Palavra como uma chave para a Libertação; como um abrigo para tomarmos folego, força e recomeçarmos, ou como fuga de decisões em desacordo com a Palavra? Eu convido você a abrir a sua Bíblia, enquanto lê esse livro e o acompanhar na palavra de Deus, e, descobrirmos juntos qual a solução para retomarmos o caminho que deixamos de lado. Eu convido você a assumir essa responsabilidade junto comigo! Para retomarmos o plano original de Deus para as nossas vidas, há a necessidade de mudarmos a nossa atitude em relação à Palavra de Deus, primeiro deixando de fugir, evitando nos esconder nas entrelinhas da Palavra, convertendo nos a Palavra de Deus diariamente, aprendendo de Deus, falando com Deus, ouvindo a voz de Deus, obedecendo aos seus Estatutos, nos perdoando e perdoando aos nossos semelhantes, e por fim mergulharmos na verdade que nos levará a Libertação. “Não fuja, não se esconda, se liberte!” ESTA É A INTRODUÇÃO DO LIVRO (2002): FUGINDO Luciane Cordeiro dos Santos

sábado, 17 de janeiro de 2015

CEGUEIRA PSICOLÓGICA NO RELACIONAMENTO

"Cegueira é a condição de falta de percepção visual, devido a fatores fisiológicos ou neurológicos. Várias escalas têm sido desenvolvidas para descrever a extensão da perda de visão e definir a cegueira. Cegueira total é a completa falta de percepção visual de forma e luz e é clinicamente registrado como NLP, uma abreviação para "no light perception" (sem percepção de luz)." Não importa o tipo de relacionamento, seja uma amizade, um relacionamento de trabalho ou mesmo no matrimônio, em um determinado tempo a tendência a cegueira quanto as atitudes tomadas sempre vem. O ser humano tem a estranha mania de ter uma visão limitada, enquanto o mundo já está aí com seus filmes em 3D, os relacionamentos tendem a uma só dimensão, voltadas sempre pra si mesmos, pros seus próprios sentimentos; é muito comum as pessoas só enxergarem o que fazem sem dar importância a participação do outro. É uma cegueira psicológica ligada ao egocentrismo, quase sempre cercada de autopiedade e um sentimento de injustiça, "sempre eu que erro", uma fala comum neste tipo de cegueira. A pessoa geralmente nunca admite que cometeu um pequeno deslize ela sempre tende a culpar o outro. Esse tipo de comportamento tem que ser reconhecido e trabalhado, é o tipo de cegueira que mata um relacionamento. Já pensou ter que gravar toda converso que tivermos, pois a outra pessoa não admite que errou, na visão uno dimensional dela, ela é sempre a pessoa mais paciente, mais certa e mais ética que existe. Talvez você se pergunte, mas o que tudo isso tem haver com cegueira propriamente dita? Simples, é possível ser cego sem ter nenhum dano na sua percepção visual física. A percepção de si mesmo e dos outros é que tem sido distorcida, e esta também pode ter graus maiores ou menores em suas dimensões, depende de qual sentimento no fundo a pessoa tem tentado ocultar: sentimento de inferioridade, sentimento de superioridade ou simplesmente um alto grau de competitividade com alguém ou talvez consigo mesmo, para provar a si mesmo que não se sente menor, ou que não se sente melhor do que ninguém. Dependendo do estágio de visão endógena que o sujeito tem introjetado para si mesmo e para suas questões emocionais não resolvidas, não adianta nem argumentar, ele sempre estará ou se colocará em posição de vitima. Se o problema é dentro de um casamento a comunicação pode ficar truncada, com muitos ruídos levando a falta de diálogo e por consequência a falta de intimidade entre os cônjuges. Em Eclesiastes 4.9, Salomão aconselha que havendo dois em uma jornada, esta se torna muito melhor, pois quando um cair, o outro o levantará. Se isso vem acontecendo em seus relacionamentos diários e cotidianos, pare, pense, considere a possibilidade de estar perdendo a capacidade de enxergar as variáveis, não olhe somente para si, tente olhar a situação como um todo. Ajude seu parceiro a enxergar o que tem acontecido, e se não der certo sugira uma terapia em grupo, ou uma terapia de casais, caso sejam casados. O que não pode acontecer é a extinção do diálogo em um relacionamento. Tenha sempre em mente a história da lebre e da tartaruga, é melhor ir longe do que ir rápido demais. Tire tempo para conversar sobre o que está acontecendo. E sobretudo, converse desarmado, sem estar na defensiva, sem reservas e com a mente aberta. Não deixe seus relacionamentos chegarem ao estágio de cegueira total, considere a luz no fim do túnel: Jesus! Não sou eu, nem é você, somos nós. Somos um! O Espírito que deve se sobrepor em todos nós é o espírito de trabalho em equipe, sem a soberania de chefes ou autoritarismos, esse modelo já caiu por terra há muito tempo. Não deixe que o mundo acelerado de hoje limite a sua visão. Bom sábado a todos.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

OLHA QUE TEXTO LINDO.... Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente. E você? É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. Já estão aí? Todas? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza. Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa. Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada. O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini; Família à Belle Meunière; Família ao Molho Pardo, em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é “à Moda da Casa”. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito. Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha. Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir. Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.(texto retirado do facebook da família Silveira)

Minha lista de blogs